Google Shopping: 5 dicas para otimizar o conteúdo e vender mais

O Google Shopping, como o próprio nome sugere, é uma plataforma do Google com foco na venda de produtos. Dessa forma, quando alguém pesquisa por um produto, o Google exibe os resultados do Shopping.

O usuário também pode ir direto à aba “Shopping” que é disponibilizada no buscador. Essa ferramenta é excelente, por exemplo, se um usuário busca por “Suplementos”, os resultados do Shopping são apenas de produtos e não vão se misturar com sites informativos. O que faz um cliente clicar em um produto do Shopping e deixar outro? Nesse artigo você vai conferir 5 dicas para otimizar o seu conteúdo e chamar a atenção.

A escolha do título certo

É necessário pensar como o consumidor e em quais palavras ele vai usar para buscar o produto. Não use adjetivos, seja objetivo e descreva o seu produto em poucas palavras. Em geral, é indicado colocar o tipo de produto + marca + alguma característica. Exemplos: suplemento para engordar, suplemento para definir, suplemento para emagrecer, etc.

Capriche na descrição

A palavra-chave só pode ser usada uma vez na descrição, se fizer mais que isso estará sujeito à penalização do Google. A dica é descrever o produto como se a pessoa não estivesse vendo. Não use adjetivos, a descrição precisa ser funcional. Ela deve responder algumas perguntas como: Qual o tamanho/peso disponível? Como deve ser utilizado? Qual o material de fabricação?

Aposte na categoria correta

O Google classifica mais de 6 mil categorias, por isso é tão importante escolher a adequada para o seu produto. Você deve baixar a tabela com todas as categorias, entender como funciona e selecionar a que o seu produto se encaixa. Utilize o comando Ctrl + F nos resultados para facilitar essa tarefa na hora da pesquisa.

Imagem é o segredo!

A imagem com certeza é o fator determinante para conseguir o clique do usuário. O Google tem algumas exigências sobre esse aspecto: o fundo deve ser branco, não pode ter texto, logotipo ou marca d’água. Essa é a parte “técnica”, mas o que faz uma imagem chamar a atenção? Ela precisa ser nítida, ter boa resolução, boa iluminação e valorizar o seu produto. Acima de tudo precisa ser atraente para o cliente.

Cuidado com o preço

Só você sabe o quanto custa para colocar o seu produto no mercado, porém é necessário levar em consideração o preço da concorrência. Se estiver muito acima, os usuários tendem a escolher outra opção. Colocar muito mais barato também não é uma boa estratégia, pois passa a sensação que seu produto é inferior aos outros.

Gostou das nossas dicas? Ficou com alguma dúvida? Deixe seu comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *